Horário de Funcionamento: Segunda - Sexta 8h-19h / Sábado 8h-15h

Telefone: (21)3489-0467 / (21)2490-1909

Reumatologia

Segundo o Aurélio Buarque, é o “Ramo da medicina que se ocupa de doenças não cirúrgicas do aparelho locomotor, e de outras doenças do tecido conjuntivo”. Esta definição se expandiu para doenças do metabolismo ósseo, doenças genéticas dos ossos e cartilagens, abrangendo uma extensa interface com diversas especialidades, como a dermatologia, nefrologia, neurologia, psiquiatria, cardiologia, e urologia por se tratarem as doenças reumáticas de doenças sistêmicas, que afetam o corpo literalmente da cabeça aos pés.

O Aurélio ainda acrescenta: “é difícil precisar os limites da reumatologia, pois ela tem várias áreas em comum com outras especialidades, notadamente a ortopedia e a neurologia.

Existe enorme confusão entre os limites da Ortopedia e da Reumatologia. A Ortopedia e Traumatologia, lida com com Traumas às articulações e ossos, seja trauma agudo intenso ou trauma mínimo repetitivo. Assim como também é da esfera da Ortopedia a avaliação de prescrição de órteses e próteses. A Ortopedia é uma especialidade cirúrgica, enquanto a Reumatologia uma especialidade essencialmente clínica.

A grande dificuldade vem do fato de que a Reumatologia estuda principalmente a inflamação quando esta não é de origem traumática, e a inflamação pode ocorrer virtualmente em qualquer parte do corpo, das mais diversas maneiras e pelas mais diversas causas. Isso é particularmente verdadeiro quando se fala das doenças chamadas AUTOIMUNES, quando as células de defesa (sistema imunológico) atacam estruturas do próprio corpo, como se fosse um fogo amigo, um tiro no próprio pé, por uma desregulação do sistema imune em entender que o seu pé é seu pé e não de outrem.

A situação mais frequente da Reumatologia é a artrose, que se constitui em um estado de desgaste articular, que pode ter múltiplas causas. Não confundir com artrite, que é um sintoma e não uma doença, que apenas diz que a articulação esta inchada vermelha e doída.

A Reumatologia é um dos ramos mais instigantes da medicina, pois suas doenças abrangem um vasto campo, e como dizia dr House – “É Lupus, Não é Lupus”..

Homeopatia

A Homeopatia é uma especialidade farmacêutica, médica, odontológica e veterinária que foi fundada no início do século 19 pelo alemão Samuel Hahnemann. Ela ganhou popularidade no final do século. A Homeopatia baseia-se no princípio Semelhante cura semelhante. Isso significa que uma pessoa doente pode ser curada por um medicamento que é capaz de produzir sintomas parecidos em uma pessoa sadia. Em um tratamento homeopático, o clínico deve observar cuidadosamente e considerar cada paciente como único. Não se tratam doenças na homeopatia e sim doentes individualizadamente.

Para a homeopatia as doenças são geradas pelo desequilíbrio das forças do organismo. Portanto, o clínico homeopata não investiga somente sintomas isolados, mas considera o paciente como um todo, corpo e mente. Assim, a homeopatia trata o doente e não a doença.

O medicamento homeopático pode ser utilizado com segurança em qualquer idade, até mesmo em recém-nascidos ou pessoas com idade avançada. Desde que acompanhada pelo clínico homeopata. Não são conhecidas quaisquer restrições ao uso de medicamentos homeopáticos como auxiliares nos tratamentos convencionais, e vice-versa.


Quais as diferenças entre o tratamento homeopático e alopático (comum ou tradicional)?

O tratamento alopático busca, por meio de medicamentos de ação química, eliminar os sintomas e manifestações da doença através do chamado Princípio dos Contrários. Por exemplo: uso de laxantes na prisão de ventre. Essa anulação dos sintomas normalmente não combate a origem e as causas da doença. Na maioria dos casos, há grande alívio, mas apenas durante o tratamento.

Ao contrário, o tratamento homeopático não busca eliminar apenas os sintomas e sim estimular o organismo a se fortalecer. Logo, o tratamento homeopático é eficaz para curar o doente e não apenas aliviá-lo.


Qual é a diferença entre fitoterapia e homeopatia?

A fitoterapia utiliza exclusivamente princípios ativos de plantas medicinais. Já a homeopatia, além dos princípios ativos de origem vegetal, utiliza outros de origem mineral e animal, sendo todos submetidos a uma técnica de preparo própria, a “dinamização”.

Cardiologia

Cardiologia é a especialidade médica que se ocupa do diagnóstico e tratamento das doenças que acometem o coração bem como os outros componentes do sistema circulatório. Desta maneira, esta é a especialidade que se ocupa das duas maiores causas de óbito no Brasil: o Infarto agudo do Miocárdio(IAM) e o Acidente Vascular Encefálico(AVE). Desta maneira, o foco da especialidade é o tratamento dos fatores de risco relacionados, como Hipertensão arterial sistêmica, dislipidemias, stress, diabetes mellitus, obesidade, tabagismo e sedentarismo.

Assim, antes da prática desportiva é mandatória avaliação cardiológica, assim como antes de qualquer procedimento cirúrgico, mesmo de menor porte.

Psicologia

Psicologia é a ciência que estuda o comportamento humano e seus processos mentais. Ou seja, a Psicologia busca estudar e analisar o que motiva o comportamento humano através dos processos mentais dos indivíduos, tais como sensação, percepção, emoção, inteligência e aprendizagem.

Com o objetivo de promover a saúde emocional e psíquica do sujeito, a psicologia aplica seu conhecimento teórico e técnico, buscando compreender a forma na qual a pessoa se comporta no mundo, os fatores determinantes das suas ações, suas experiências ao longo da sua vida, a influência de fatores hereditários, ambientais e psicossociais sobre os sujeitos e como isso influencia nas suas relações sociais.

A clínica em psicologia é um espaço criado para atender o sujeito em sua singularidade. O psicólogo clínico é esse profissional mediador que propicia o encontro do sujeito consigo mesmo a partir da fala, das sensações, das emoções e das experiências. Ao ouvi-lo o psicólogo pode apontar novas possibilidades e caminho a fim de proporcionar alívio emocional, autoconhecimento, ajustamento criativo, etc. A psicologia clínica atende diversas demandas, como crianças, adolescentes, adultos, idosos, casal e família e grupos. Nos atendimentos individuais a terapia busca a ampliação de novas formas de estar no mundo e autoconhecimento. No atendimento com casal e família, a terapia busca ampliar a comunicação no sistema familiar, proporcionando novas possibilidades na relação casal/família. A terapia é importante na busca do autoconhecimento, na ajudar a recuperação do sujeito em sofrimento psíquico, como por exemplo, síndrome do pânico, depressão, ansiedade, TOC, etc. e na reestruturação de seu bem-estar biopsicossocial e, sobretudo, na promoção da saúde.

Medicina do Trabalho

A Medicina do Trabalho, ou Ocupacional, é voltada para a qualidade de vida e a segurança do trabalhador. Esta é responsável por atestar as condições de trabalho tanto do empregador, quanto do empregado, bem como o acompanhamento da saúde física e mental dos trabalhadores.

Angiologia

A Angiologia é o campo da medicina responsável por estudar e tratar as doenças que acometem os sistemas circulatórios e linfáticos. Esta é a especialidade responsável por prevenir, diagnosticar e tratar uma série de doenças possivelmente fatais como Trombose arterial e venosa, insuficiência venosa, entre outras.

Fonoaudiologia

A Fonoaudiologia é responsável pela promoção, diagnóstico, orientação, tratamento, monitoramento e aperfeiçoamento de questões relacionadas à comunicação humana, tais como audição periférica e central, função vestibular, linguagem oral e escrita, articulação da fala, voz, fluência, deglutição e sistema miofuncional orofacial.


A fonoaudiologia pode ajudar:

  • • Alterações na troca de fala, leitura, escrita e aprendizagem;
  • • Atraso no desenvolvimento infantil;
  • • Prevenção das disfluências na fala e linguagem (“gagueira” e “fala embolada”);
  • • Reequilíbrio da musculatura de face, língua e lábios no tratamento ortodôntico;
  • • Sequelas de AVC ou outras alterações de origem neurológica;
  • • Habilitação e reabilitação de pacientes com alterações de comunicação em geral.

Reumatopediatria

A Reumatologia Pediátrica é uma subespecialidade médica que trata das doenças reumáticas em crianças e adolescentes. Ela difere do atendimento de reumatologia de adultos por se tratar muitas vezes de doenças com apresentações distintas, em uma faixa etária com alta complexidade e um arsenal terapêutico bastante específico. Essas doenças tem impacto negativo em várias dimensões da vida de indivíduos de 0 a 18 anos, incluindo incapacidade física, desgaste emocional, desajuste social e comprometimento da escolaridade, além de representarem um custo enorme para as famílias, sociedade e governo.

As principais doenças que devem ser conduzidas pelo reumatologista pediátrico são: artrite idiopática juvenil (AIJ), lúpus eritematoso sistêmico juvenil, dermatomiosite juvenil, doença de Kawasaki, Vasculite por IgA (púrpura de Henoch-Schonlein), febre reumática, além de outras doenças do tecido conjuntivo, vasculites, doenças autoinflamatórias e condições que se assemelham às doenças reumáticas, como a dor de crescimento.

#reumatologiapediátrica #reumatoped #AIJ #artriteidiopáticajuvenil #artritejuvenil #lupusjuvenil #LESJ #Lupus #dermatomiositejuvenil #esclerodermia #vasculiteporIgA #púrpuradehenochschonlein #doençadekawasaki #febrereumática #dordecrescimento #doençasautoinflamatórias #PFAPA #hipermobilidadearticular #dorarticular

Geriatria

A Geriatria é uma especialidade médica generalista, voltada para os cuidados especializados de pessoas em processo de envelhecimento. O processo de envelhecimento é irreversível e ocorre desde o nascimento, sendo notória a redução da nossa capacidade vital, após os 40 anos de vida. A Organização Mundial de Saúde (OMS) orienta que as pessoas devem procuram um médico Geriatra, a partir dos 50 anos de idade (em países desenvolvidos) e 60 anos de idade (países subdesenvolvidos).

A Geriatria é a especialidade médica que abrange desde a promoção do envelhecimento saudável, até o tratamento de síndromes comuns nessa faixa etária. O processo de envelhecimento impacta no comportamento orgânico e demanda uma abordagem médica específica, especializada e diferenciada. O médico geriatra é o clínico geral especialista do idoso, ele estará atento à todos os aspectos da saúde do idoso e das particularidades das doenças comuns nessa faixa etária. Enquanto a grande maioria das especialidades médicas se dedicam ao cuidado de um isolado órgão, o médico geriatra possui atenção aos múltiplos órgãos e sistemas, dedicando-se ao indivíduo como um todo. O foco é a pessoa, não a doença. O nosso objetivo é a prevenção de doenças, acompanhamento das doenças já instaladas e a promoção da saúde. O objetivo final é promover qualidade de vida nos pacientes e consequentemente em seus familiares.

Quando devo consultar um geriatra?

Existem basicamente 3 (três) situações para se procurar um médico geriatra:

A primeira é preventiva, para a orientação de um envelhecimento saudável, com rastreio, detecção e tratamento precoce das doenças.

A segunda é para o acompanhamento do processo natural do envelhecimento, já instalado e em evolução.

A terceira é para o acompanhamento das doenças nessa fase da vida, evitando suas complicações, reabilitando as já existentes e promovendo QUALIDADE DE VIDA ao paciente e seus familiares.

Nutrição Clínica

A nutrição é responsável pela prevenção e tratamento de diversas doenças que afetam os indivíduos. O objetivo da consulta é identificar, prevenir ou mesmo tratar carências nutricionais e erros alimentares que possam ocasionar doenças, como por exemplo: obesidade, diabetes, hipertensão, dislipidemia.

Durante a consulta são avaliados o estado nutricional, questiona-se sobre sintomas, queixas ou doenças pré-existentes, além da elaboração de um plano alimentar individualizado. Quando necessário, poderá ocorrer a prescrição de suplementos nutricionais.

A interface com a farmácia é feita através da avaliação do conjunto de medicamentos usados pelo paciente e da necessidade de ajustes no plano alimentar pelas possíveis interações do fármaco com os nutrientes.

A união dessas duas ciências também permite a prescrição de suplementos fitoterápicos de forma complementar ao tratamento nutricional.

Endocrinologia

A Endocrinologia é uma especialidade médica que cuida dos transtornos das diversas glândulas endócrinas, responsáveis pela produção de hormônios que regulam diversas funções do organismo. As principais áreas de atuação incluem obesidade, diabetes, doenças da Tireoide e da glândula supra-renal, Osteoporose, menopausa e andropausa.

Dermatologia

Dermatologia é a especialidade médica que se ocupa do diagnóstico e tratamento clínico-cirúrgico das enfermidades relacionadas à pele e aos anexos cutâneos (unhas, pêlos, mucosas, cabelos).Dentro da dermatologia, existe a dermatovenerologia, especialidade que tem importante atuação no contexto das infecções sexualmente transmissíveis

A Dermatologia atua em todos os processos fisiopatológicos que envolvem a pele,desde simples infecções, reações auto-imunes e inflamatórias, e tumores. A hansenologia é outra importante área de atuação da dermatologia. Por lidar com a pele, a dermatologia é a especialidade médica mais indicada para atuação em cosmiatria. Por ser tão abrangente a faixa etária atendida inclui de bebês, jovens, adultos e idosos.

Doenças que trata: Alergias cutâneas, Psoríase, Vitiligo, Manchas cutâneas, Viroses cutâneas, molusco, Doenças do Couro cabeludo e das unhas.

Clínica Médica

No Brasil, o médico que se especializa em clínica médica, deve cumprir 2 anos de especialização médica em clínica médica, após os 6 anos de duração da faculdade de medicina. Médicos recém-formados que não se especializaram, erroneamente se intitulam como "clínico geral", na verdade eles deveriam ser chamados de ´médico generalista´.

O médico especialista em clínica médica (também conhecida como medicina interna), é titulado como médico internista. É da medicina interna que se derivam a maioria das especialidades médicas (cardiologia, endocrinologia, pneumologia, etc.).

O médico internista é obstinado no acerto diagnóstico e preparado para realizar diferentes diagnósticos diferenciais. Após uma minuciosa anamenese (história clínica), o médico internista chega ao diagnóstico sindrômico, afasta os possíveis diagnósticos diferenciais, chegando assim ao diagnóstico etiológico de certeza. Consequentemente, após ter realizado corretamente o diagnóstico, define-se o adequado planejamento terapêutico. O médico internista avalia o paciente adulto no seu todo, levando em conta, toda a complexidade dos órgãos e sistemas. Habilitados a conduzirem das doenças mais frequentes às mais raras. Valorizam uma das mais importantes ferramentas para o acerto diagnóstico, a história clínica (anamenese)

Pediatria e Puericultura

Pediatria refere-se a uma Especialidade médica que se dedica aos cuidados e assistência à Crianças e Adolescentes; e estes cuidados vão desde o Nascimento até o Final da Adolescência.

Puericultura é a parte da Pediatria que trata especificamente da criança nos primeiros dois anos de vida (0 a 2 anos). Acompanhamento mensal no primeiro ano de vida, e mais espaçado no segundo ano, conforme a necessidade de cada criança.

Como Pediatras, olhamos nosso paciente de forma Integral, com a necessidade de uma compreensão especial e própria para esta fase, tendo a responsabilidade de detectar as diversas alterações/doenças/anormalidades de forma precoce, evitando assim, maiores alterações. Nosso tratamento se dá de forma Preventiva e Curativa.

Algumas das questões comumente vistas na Pediatria são:

  • • Atrasos e/ou desordens do desenvolvimento,
  • • Anemias (Ferropriva, e outras),
  • • Doenças comuns da infância,
  • • Deficiência de Vitaminas,
  • • Erros Nutricionais,
  • • Imunizações (Vacinas),
  • • Raquitismo,
  • • Verminoses,
  • • Alterações de Comportamento, ...

Pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) atendemos Crianças de 0 a 12 anos, e os adolescentes de 12 a 18 anos de idade.

Havendo o “Hebiatra “, Especialista em Adolescentes, o Pediatra atenderá a criança até os 12 anos incompletos.


Drª Keila Mª Pessoa de Lima

Gastropediatria

A Gatroenterologia Pediátrica (do grego gastér = estômago e énteron = intestino) é uma subespecialidade da Pediatria que se ocupa do estudo, diagnóstico e tratamento clínico das doenças do aparelho digestivo em crianças e adolescentes. As doenças do aparelho digestivo podem acometer as crianças em qualquer faixa etária e serem responsáveis por atraso do crescimento, dores crônicas e queda do rendimento escolar, sendo motivo de preocupação para toda a família. Entres as doenças mais vistas pelo gastroenterologista pediátrico encontramos diarreia crônica, alergia à proteína do leite de vaca, intolerância à lactose, doença celíaca, constipação intestinal, dor abdominal crônica, refluxo gastroesofágico, esofagite, gastrite e doença inflamatória intestinal.

Fisioterapia Respiratória e Motora

A Fisioterapia Respiratória consiste em um conjunto de técnicas e práticas realizadas com o objetivo de prevenir e recuperar disfunções no sistema respiratório. Ela visa promover a máxima funcionalidade e melhorar a qualidade de vida daqueles que são portadores de disfunções respiratórias.

Vacinas

O ditado popular é melhor prevenir do que remediar encaixa-se perfeitamente quando o assunto é vacinação. As vacinas são a forma mais eficaz e segura de proteger-se contra uma série de doenças.Muitas doenças, como a Poliomielite, a Rubéola, entre outras, deixaram de atormentar a população mundial graças a vacinação em massa.

Ao contrário da crença popular, é preciso manter a caderneta atualizada durante a vida toda, não só quando criança. Nosso sistema imunológico amadurece e ficamos vulneráveis a diferentes tipos de doenças, como a Herpes Zoster, que acomete majoritariamente pessoas acima de 60 anos.

Por isso, não se esqueça. Mantenha a sua caderneta de vacinação sempre atualizada!

Clique aqui para saber mais.

Cirurgia Vascular

Algumas patologias necessitam de intervenção cirúrgica e são nesses casos que essa especialidade atua. Os profissionais dessa área são responsáveis pelo tratamento cirúrgico das doenças que atingem o sistema arterial, venoso e linfático, seja da forma tradicional ou através de métodos minimamente invasivos. Dentre as patologias podemos citar os aneurismas, as tromboses, as tromboflebites, as estenoses artérias, e as tão famosas varizes.

Ginecologia

A ginecologia é a prática da medicina que lida diretamente com a saúde do aparelho reprodutor feminino sendo estes a vagina, útero e os dois ovários além das mamas. Seu significado literal é "a ciência da mulher. Ocupa-se de todas as mulheres, independente da idade, orientando anticoncepção, acompanhamento de gestação, acompanhamento de puerpério, estudo das doenças das mamas, como nódulos mamários (displasia nodular). A ginecologia possui subespecialidades, como a Obstetrícia, que se ocupa do acompanhamento da gestação, puerpério e pós parto, a Mastologia que se refere a toda e qualquer doença benigna ou maligna das mamas, Oncologia ginecológica, que acompanha os canceres do aparelho reprodutor feminino e Reprodução humana, que lida com as técnicas de fertilização in vitro e in vivo.

Capilaroscopia

A Capilaroscopia é um método não invasivo capaz de avaliar as alterações morfológicas e funcionais da circulação capilar no leito ungueal e extremamente útil no acompanhamento do paciente com Esclerose Sistêmica e no monitoramento de várias doenças vasculares que afetam a microcirculação. Sua principal indicação é na avaliação do Fenômeno de Raynaud, condição que pode estar associada a várias doenças ou ser apenas uma reação vascular momentânea. Na Esclerose Sistêmica, a Capilaroscopia tem papel importante na sua detecção precoce e acompanhamento, já que alguns achados são típicos da doença. Parâmetros como o número de capilares, a presença de tortuosidades, o tamanho dos capilares, áreas avasculares e pontos de hemorragia são avaliadas nas áreas ao redor das unhas dos dedos das mãos. Para mais informações, consulte um Reumatologista.